Entregas grátis para compras a partir de CHF 45 na Suiça! 🇨🇭
Entrega gratuita para a Engadina Alta

Café

TERROIR: A Identidade do Café

O que é um Terroir?

“O terroir faz sobressair as características de uma determinada planta. Uma vez que cada terroir é diferente, isso significa que ele faz sobressair essas características de formas diferentes. Por exemplo, a altitude, o solo e o clima são essenciais para que o café expresse o seu potencial. Eles influenciam decisivamente o desenvolvimento dos grãos. Assim, até a mesma planta pode exprimir-se de forma totalmente diferente consoante a região de cultivo”. Por outras palavras, o terroir é o que torna um café brasileiro diferente de um colombiano, etíope, etc.

“Terroir” vem da palavra francesa “terre”. Terroir é entendido pelo conjunto de características que regem cada cultura. São elas a latitude, a altitude, o tipo de solo, o clima, a pluviosidade, o vento e a luz solar exposta a cada arbusto. Assim, o terroir funciona como o “maestro de uma orquestra”. Ele influencia diretamente o sabor e as “notas” sensoriais das plantações de café. Ou seja, o desenvolvimento do fruto, o sabor, o aroma, a cor do grão e até a personalidade de cada tipo de torra.

No mercado, o conceito de terroir já é bem conhecido, pois sua influência determina a qualidade dos grãos. Por isso, com o desenvolvimento da cultura dos coffee lovers, os consumidores também buscam saber mais sobre o café especial que está em sua xícara. Nesse sentido, entender um terroir é desenvolver a capacidade de saber o que esperar de cada gole.

Qual a importância da altitude?

Quanto mais alto for, mais doces e de melhor qualidade serão os frutos. A altitude afecta diretamente o processo de maturação da fruta. Os frutos com desenvolvimento mais lento possuem características como maior concentração de açúcares. Como resultado, conferem ao café uma doçura muito apreciada em cafés especiais.
O Brasil é conhecido pelos seus métodos naturais de processamento que realçam a doçura e o corpo.

O Café Santa Helena cresce a 1200 metros de altitude o que lhe confere um sabor especial!

Por que o terroir brasileiro é tão famoso?

 

 

O Brasil é o maior produtor de café do mundo. Grande parte do café é cultivado em regiões pouco secas, o que realça a sua doçura.

Graças à extensão territorial do Brasil, que responde por 30% da produção mundial de café, os terroirs variam de acordo com a região. “Por norma, os cafés brasileiros têm uma doçura muito marcante e são famosos por isso, sendo que cada região e plantação tem a sua própria caraterística.

As plantações de café no Brasil são privilegiadas, devido à localização do país no centro da zona equatorial. Isso significa o mesmo clima, chuvas e temperatura durante todas as estações do ano – inclusive no calor, o que é favorável à produção.

Cerca de 80% do cultivo total de café no país, utiliza variedades de grãos como Mundo Novo e Catuaí. Cada variedade é dividida em linhagens ou varietais, na maioria das vezes distinguíveis pela cor do fruto, como as variedades Catuaí Vermelho e Catuaí Amarelo.

 

De onde vem nosso café?

                                         

A principal região produtora de café do estado de Minas Gerais é o Sul.

A Fazenda Santa Helena está localizada no Sul do Estado de Minas Gerais. Produz grãos de café Arábica Orgânico e Fairtrade a uma altitude de 1200 metros. A variedade do café plantado é o Catuaí Vermelho.

O sistema de produção de café biológico é o mesmo que o sistema tradicional utilizado no final do século XIX. Por isso, as plantas crescem apenas com adubos orgânicos naturais, como esterco de galinha ou composto e polpa de café.

A colheita é feita manualmente e os frutos do café secam ao sol nos grandes terreiros da fazenda. (Processo natural)

A qualidade, a consistência e a transparência têm a ver com o terroir e com as práticas de gestão que procuram a excelência em todas as fases da produção.

Cada café tem uma personalidade e a sua torrefação reflecte-a. Tenha em atenção que a torrefação escura do café a uma temperatura elevada é um processo normalmente utilizado para esconder defeitos nos grãos e acentuar ainda mais o amargor e a dureza da bebida.

Cafés especiais não devem ser muito torrados, pois suas notas sensoriais desaparecerão!

“Um bom café tem uma sensação de doçura natural e não requer a adição de açúcares”.

Logo Café Santa Helena